Pothos, o amor necessidade


Amor necessidade que se baseia em um ser responsável pela felicidade e bem estar do outro.

Pothos é o amor que busca possuir e ser possuído pelo outro.

Pothos - Amor necessidade

Pothos


Tipo de amor:

Necessidade

Objetivo deste tipo de amor:

Posse

Frases deste tipo de amor:

És tudo para mim

Sinto necessidade de ti

Amo-te como uma criança

Pothos, o amor necessidade

Pothos, o amor necessidade


As outras nove faces do amor você pode saber quais são no artigo: As dez faces do amor.

Pothos é o deus grego da paixão e do desejo.

Pothos representa a paixão decorrente do amor.

É um amor necessidade, ciumento e possessivo.

É o amor que ao se dizer “eu te amo” é sinônimo de “eu preciso de você”.

Baseia-se na carência e na aflição de ter o objeto de amor.

É o amor em que o outro é visto como aquele que preenche.

É delegado ao outro o preenchimento de um vazio existencial.

O amor necessidade demanda grande responsabilidade ao utilizar expressões como: “você é tudo para mim”.

A responsabilidade de alguém ser “tudo” para o outro envolve um peso enorme a ser carregado.

Jean-Yves Leloup, em sua obra: O essencial do amor: As diferentes faces da experiência amorosa, expressa bem o tamanho de afirmações deste tipo:

Tudo é sempre algo de exagerado e, sobretudo, responsabilidade demais: se eu sou tudo para você, neste caso, sou responsável pela sua felicidade, não posso encontrar outras pessoas porque acabaria por menosprezar o tudo que você é para mim, etc..

Pothos, o amor necessidade é característico da fase anal da psicanálise de Freud, que envolve retenção, controle e a busca de alívio.

O amor necessidade pode também ser direcionado para coisas e o dinheiro.

Os colecionadores mais fanáticos são movidos pelo amor necessidade. A pessoa precisa ter algo, aquele algo é tudo para ela e possuir o algo a fará feliz e lhe trará bem estar.

Pothos é um amor que procura exclusividade, pois para quem tem esse amor necessidade é inaceitável a ideia de compartilhar aquilo que é tudo para ela e que é a razão de sua felicidade.

O medo do abandono é sintoma do amor necessidade e o efeito colateral desse medo de ser abandonado é a constante insegurança.

Esse necessidade de “ser tudo” também traz a necessidade de reconhecimento e qualquer vislumbre de indiferença, mesmo que equivocado, é uma facada no coração daquele que ama com o amor necessidade.

Paulo Rogério da Motta


Vídeo: As dez faces do amor


Mais de As Faces do Amor