Potencialidades latentes do divinamente humano

Potencialidades latentes indicam a presença de tesouros ainda não descobertos na psique humana.

A riqueza do ser divinamente humano está em seu inconsciente.

Potencialidades latentes no divinamente humano

Potencialidades latentes


Se há potencialidade para o desenvolvimento da consciência, isso indica que o que é latente e não manifesto é algo ainda não consciente.

James Hillman, em sua obra: Uma busca interior em psicologia e religião, afirma que:

[…] o inconsciente é, portanto, a porta através da qual nós passamos para encontrar a alma […].

Assim, o autor denota que um tema psicológico, o inconsciente, também faz parte do processo da evolução espiritual humana.

Annie Besant, na obra: A sabedoria antiga, diz que:

[…] a evolução pode ser resumida em uma única frase: são potencialidades latentes tornando-se poderes ativos.

Acentua-se aqui o processo de evolução como um processo de aquisição de capacidade de lidar e utilizar potencialidades que são latentes em todos os homens.

E esse caminho de aquisição do que é latente só pode ser trilhado através da conscientização por ser a conscientização a ferramenta de percepção da psique.

Potencialidades latentes no divinamente humano

Divinamente humano


É concebido que o ser humano é uma emanação de um Ser Divino.

Porém, apesar de originalmente o ser humano ser constituído da própria divindade, apresenta-se a ele um longo caminho a ser percorrido na aquisição de consciência como destaca Charles W. Leadbeater, em sua obra: A vida interna:

O homem realmente é uma emanação da substância do Divino, mas não podemos esquecer que, no momento da emanação, a substância é indiferenciada, e do nosso ponto de vista inconsciente, isto é, traz dentro de si muito mais a potencialidade da consciência do que qualquer coisa que nós estejamos acostumados a chamar de consciência propriamente dita.

Desta forma, o homem é divinamente humano, pois sua origem é divina e sua trajetória é humana.

Em sua essência divina residem suas potencialidades latentes e em sua essência humana as possibilidades para que se manifestem.

Jung concebia o inconsciente como fonte de criatividade e ao associarmos o divinamente humano com as potencialidades latentes no ser humano, ou seja, ainda não manifestas, portanto inconscientes, vislumbramos que a evolução humana e espiritual consiste em desvelar os segredos do inconsciente.

No inconsciente estão os tesouros humanos em forma de potencialidades latentes.

No inconsciente humano está a sua natureza divinamente humana.

No inconsciente humano se encontra o caminho para a busca de Si Mesmo e este Si Mesmo é em essência divino.

Paulo Rogério da Motta