O mito de Icaro e Dédalo


Icaro e Dédalo conta a história de filho e pai que para fugir da prisão tiveram que voar com asas feitas de penas e coladas com cera.

Um rico voo no simbolismo!

Icaro e Dédalo

O mito de Icaro e Dédalo


Dédalo era um artífice muito talentoso e foi ele quem construiu o labirinto para Minos, o rei de Tebas.

O labirinto servia para manter Minotauro, um monstro com corpo de homem e cabeça de touro.

Mas Dédalo acabou por cair no desagrado do rei e foi aprisionado em uma torre.

O habilidoso artífice conseguiu fugir de sua prisão, porém não conseguiu fugir da ilha, pois o rei vigiava fortemente o mar e toda embarcação que chegava e saia da ilha era minuciosamente revistada.

Dédalo então pensou:

-O rei pode vigiar a terra e o mar, mas não pode vigiar o ar.

Dédalo então passou a construir asas para si e para seu filho Ícaro.

O mito de Icaro e Dédalo

O artífice prendia as penas maiores com fios e as menores com cera com a ajuda de seu filho.

O mito de Ícaro e DédaloFindado o trabalho experimentou suas asas e viu que conseguia flutuar com elas e então ensinou Icaro a também voar.

Dédalo decidiu, por fim, fugir da ilha e antes de empreitar o voo de liberdade fez uma recomendação para seu filho:

-Ícaro voe sempre a uma altura moderada, pois se você voar a uma altura muito baixa suas asas emperrarão devido à umidade e se voar muito alto elas derreterão devido ao calor. Fique sempre perto de mim e estará seguro.

Dédalo beijou seu filho sem saber que aquele seria o último beijo dado em vida em Icaro.

Alçaram voo e Dédalo viu que seu filho tinha habilidade no manejo das asas.

Aqueles que viam pai e filho voarem no céu acreditavam estarem vendo deuses.

O jovem Ícaro deslumbrado por poder voar afasta-se do pai em seu voo e eleva-se cada vez mais para alcançar o céu e quanto mais alto voava mais se aproximava do sol e do seu calor.

Icaro exultante com a aventura não se apercebeu que o calor do sol amolecia a cera que prendia as penas em suas asas e estas foram se desprendendo.

O jovem agitava os braços como os pássaros agitam suas asas, porém não conseguia mais sustentar-se no ar e grita para o seu pai ao mesmo tempo em que cai na direção do mar.

O mito de Icaro e Dédalo

Dédalo ouve os gritos do filho e o procura no céu e não o encontra e então vê penas flutuando nas águas do mar.

-Ícaro, Ícaro! Onde você está?

Por fim enxerga a triste realidade e entende que a morte levara seu filho.

O artista condena a sua arte e ao encontrar o corpo do seu filho enterra-o e dá o nome à região de Icária em homenagem ao seu filho.

A aventura de Dédalo fez com que ele ganhasse a liberdade, mas também com que perdesse seu filho.

Ao chegar à Sicília ergueu um templo a Apolo e ofereceu ao deus as asas da sua aventura.

Paulo Rogério da Motta

O mito de Icaro e Dédalo


Veja também…

Vídeo: Mitos e Símbolos