A jornada do herói e a aventura do viver

A janela para o inconsciente se abre para a vida e para a aventura do viver e mostra que esta aventura tem em seu enredo a jornada de um herói.

Esse herói é você!

A jornada do herói e a aventura do viver

A jornada do herói e a aventura do viver


A aventura do viver tem o já escrito e o que se irá escrever.

Presente e passado são metamorfoses do presente. São fases da eternidade.

Atrás de si há toda uma infância que configurou o ser de hoje em histórias vividas com a família, na escola, com os grupos de conhecidos e desconhecidos…

Atrás de si as situações vividas que ofereceram para o aprendizado do viver sensações e sentimentos.

Atrás de si as situações vividas que foram momentos de proteção e segurança em alguns e de desamparo e medo em outros.

Atrás de si as situações que foram internamente transformadas em conjunto de valores, crenças e conhecimentos que então configuraram uma identidade para o caminhante da vida.

O caminhante é também um ator social que vai interpretando papeis no mundo.

Atua nos palcos da sociedade: fábrica, escritório, escola, família, bares…

O mundo atrai.

Diante de si o caminhante em sua aventura do viver tem um futuro oculto aos olhos de hoje.

E estar no meio do caminho suscita muitas dúvidas.

Quais são os seus reais e essenciais valores e quais são aqueles que lhe foram impostos e o fizeram enganar a si mesmo?

Quais são suas reais e essenciais certezas e quais são aquelas que fingi crer?

Quem é quem vai ser?

O caminhante faz planos sem saber o que vai acontecer e, assim, objetivos são em essência, sonhos.

O propósito é o caminhante ser o melhor que ele puder ser.

A maior e essencial conquista é o caminhante ser quem realmente ele é. Conseguir não ser uma farsa de si mesmo.

O caminhante precisa exercer papéis sociais, mas sem ser dominado por eles.

O caminhante precisa viver no mundo externo sem abrir mão do mundo que há em si.

O caminhante precisa discernir e separar a essência da aparência.

O caminhante precisa dar sentido para a sua existência e isto faz da sua vida uma constante busca e, por consequência, uma aventura.

Sim, a vida é uma jornada e há que se ser herói para empreendê-la com sucesso.

Sorte humana que o caminhante já nasce herói.

É herói já ao nascer quando se transforma de figura aquática em mamífero que respira.

É herói já ao nascer quando transforma um amontoado de células em ser pensante que modifica os caminhos pelos quais passa.

É ainda mais herói quando descobre que é uma alma vivendo uma aventura humana.

E na aventura do viver o caminhante vai empreendendo buscas e mais buscas.

Busca o amor, busca a felicidade, busca Deus e acaba mesmo sem às vezes perceber que todas essas buscas são a busca de si mesmo.

Buscas e mais buscas…

Enquanto espermatozoide procura o nascimento.

Enquanto criança procura o desenvolvimento.

Enquanto adolescente procura a identidade.

Enquanto adulto procura a realização.

Mas, na verdade, o que o ser humano está sempre buscando é o sentido da sua existência. Esta é sua jornada do herói.

A criança é a exploradora, a observadora, a aprendiz.

Mas a jornada do herói precisa ir além da exploração que caracteriza a infância.

O jovem é o rebelde, o revolucionário, o renovador.

Mas a jornada do herói precisa ir além da rebeldia que caracteriza a juventude.

O adulto é o conquistador, o acumulador, o colhedor.

Mas a jornada do herói precisa ir além da colheita que caracteriza a maturidade.

O idoso é aquele que carrega a criança, o jovem e o adulto dentro de si.

As aventuras vividas são saudosas lembranças.

Mas a jornada do herói precisa ir além das lembranças que caracterizam a velhice.

É o momento do retorno do herói.

É necessário agora que a caminhada alcance o espírito e que a essência então retorne à fonte original: a alma.

O caminhante agora é alguém mais amadurecido.

O jovem sobreviveu à luta e se tornou melhor.

Tornar-se melhor…

Sim!

Essa sempre foi, é e será a real e essencial busca do caminhante na aventura do viver seja em que pedaço do caminho estiver.

E viver será sempre uma aventura porque viver é estar diante do que está por vir.

Viver será sempre uma aventura porque o por vir mora no que é inconsciente.

O inconsciente é o caminho para a consciência caminhar e, assim, se apropriar do caminho.

É no vir a ser que se encontra quem se é.

Paulo Rogério da Motta


Vídeo: Vida

Euniverso – Vida from Paulo Motta Euniverso on Vimeo.

Plutarco: “É preciso viver, não apenas existir.”.