Introversão

O que significa Introversão?

Dicionário Junguiano: Atitude Psicológica que prima pela subjetivação e relação com o mundo interno…

Introversão – Dicionário Junguiano

Dicionário Junguiano

Introversão


Jung descobriu que cada indivíduo pode ser caracterizado, em suas ações na vida, como alguém extrovertido ou introvertido.

Isto é, o indivíduo ser propenso a investir sua libido (energia psíquica) com maior frequência ou para o mundo exterior ou para o seu mundo interior.

O mundo interior ou interno refere-se ao mundo subjetivo ou o mundo psíquico, privado, que elabora e contém as interpretações do mundo externo percebido pelo indivíduo.

A energia do introvertido segue de forma mais natural em direção ao seu mundo interno e se orienta mais por fatores subjetivos.

Ele tem sempre de provar que tudo o que faz depende de suas próprias decisões e de suas convicções e não da influência de outrem ou porque deseje agradar alguma pessoa ou conciliar uma opinião. (Carl Gustav Jung; Tipos Psicológicos – § 893).

O sujeito ao se relacionar com o objeto investe sua energia psíquica predominantemente no mundo interno ou subjetivo (introversão consciente).

Todo aquele cuja atitude é introvertida pensa, sente e age de modo a demonstrar claramente que o sujeito é o fator primário da motivação, e que o objeto é de importância secundária. (Carl Gustav Jung; Tipos Psicológicos – § 769).

Na atitude de introversão, o indivíduo sente o objeto como opressor e sente a necessidade de afastá-lo de si.

Sendo assim, há pouco investimento de energia psíquica consciente no mundo exterior ou objetivo (extroversão inferior).

A atitude de introversão, portanto, prima pela subjetivação e relação com o mundo interno.

Introversão – Dicionário Junguiano

Seu mundo particular é um porto seguro, um jardim cuidadosamente protegido e cercado, fechado ao público e aos olhares curiosos. Nada melhor do que sua própria companhia. (Carl Gustav Jung; Tipos Psicológicos – § 976).

O tipo introvertido investe sua energia psíquica predominantemente em relações intrapsíquicas e a reflexão e os diálogos interiores são proeminentes, bem como, a exploração e análise de seu mundo interno.

O tipo psicológico apenas indica o modo peculiar de funcionamento da personalidade do indivíduo diante das situações e experiências na vida, mas, de modo algum, determinam o indivíduo.

Paulo Rogério da Motta