Funções Psicológicas

O que significa Funções Psicológicas?

Dicionário Junguiano: Determinam como os estímulos externos e internos são percebidos pela consciência…

Funções psicológicas – Dicionário Junguiano

Dicionário Junguiano

Funções Psicológicas


Jung, após estabelecer duas atitudes psicológicas relacionadas ao direcionamento da energia psíquica, percebeu que havia grande diferença entre as pessoas de um mesmo grupo.

Ou seja, os extrovertidos, assim como os introvertidos, apesar das atitudes serem similares diferiam no modo como orientavam sua energia psíquica consciente.

Essas diferenças, segundo Jung, se deviam à função psíquica que preferencialmente orientava aquela pessoa, seja para se relacionar com o mundo externo, seja para se relacionar com seu mundo interno.

Assim, além da orientação da energia psíquica nas atitudes de extroversão e de introversão, Jung conceituou quatro funções da consciência:

  • Sentimento
  • Sensação
  • Pensamento
  • Intuição

A sensação estabelece aquilo que está presente na realidade, o pensamento permite-nos reconhecer seu significado; o sentimento indica seu valor e a intuição aponta possibilidades como de onde vem e para onde vai, numa dada situação. (Carl Gustav Jung; Tipos Psicológicos – § 958).

Funções psicológicas – Dicionário Junguiano

As funções descritas por Jung determinam como os estímulos externos e internos são percebidos pela consciência e qual a tendência que o indivíduo apresenta para lidar com estes estímulos.

As funções psicológicas postuladas por Jung assemelham-se a uma bússola psíquica que apresentam quatro pontos cardeais para a orientação da consciência.

Mas há uma função que representaria o norte nesta bússola por ser a função que mais orienta a pessoa em sua atuação na vida.

Esta função predominante indica a sua função superior e por ser a função que a pessoa mais comumente utiliza, é também a função que mais se desenvolveu.

Esta função predominante que é o norte da bússola psíquica do indivíduo aponta o modo operante predominante da pessoa e constitui o tipo psicológico da pessoa juntamente com sua atitude psicológica de introversão ou extroversão.

Outras duas funções passam a atuar como funções auxiliares e a função que é oposta a mais comumente utilizada, a quarta função, fica pouco desenvolvida e sua atuação se dá mais no inconsciente.

Esta função menos utilizada é a função inferior.

Jung, assim, delineia oito tipos psicológicos:

Quatro extrovertidos:

  • Pensamento extrovertido
  • Sentimento extrovertido
  • Sensação extrovertida
  • Intuição extrovertida

Quatro introvertidos:

  • Pensamento introvertido
  • Sentimento introvertido
  • Sensação introvertida
  • Intuição introvertida

Jung também dividiu as quatro funções em dois grupos:

  • Funções Racionais (Pensamento e Sentimento)
  • Funções Irracionais (Sensação e Intuição)

De um modo geral, o observador que julga [tipo pensamento ou sentimento] terá uma tendência maior a apreender o caráter consciente, enquanto o observador perceptivo [tipo sensação ou intuição] será mais influenciado pelo caráter inconsciente, uma vez que o julgamento preocupa-se, principalmente, com a motivação consciente do processo psíquico, ao passo que a percepção registra o próprio processo. (Carl Gustav Jung; Tipos Psicológicos – § 576).

Paulo Rogério da Motta