Freud e Jung, as influências em suas psicologias


Freud e Jung construíram escolas de psicologia que são constantemente associadas e comparadas.

Análise das influências familiares, religiosas, sociais e acadêmicas.


Freud e Jung, as influências em suas psicologias

Para um bom entendimento da criação é oportuno conhecermos o criador, afinal, a criação nada mais é do que o fruto do criador.

Ao conhecermos Freud e Jung entenderemos melhor as bases que constituem a Psicanálise e a Psicologia Analítica.

Para tal análise foram selecionadas influências que configuraram a personalidade de Jung e Freud e, consequentemente, também configuraram as bases de suas psicologias.


Influência materna

Freud: A mãe de Freud era afetiva e protetora.

Jung: A mãe de Jung era incoerente e com personalidade dividida.

Influência paterna

Freud: O pai de Freud era austero e apresentava-se como figura de autoridade.

Jung: O pai de Jung era convencional e tido por Jung como alguém que não atendia seus anseios intelectuais.

Análise

Prevalece na Psicanálise de Freud um perfil paternal baseado na busca e forte valorização da consciência, bem como, com características deterministas e punitivas.

O analista é tido como o detentor do saber e o setting terapêutico é pautado em regras.

Prevalece na Psicologia Analítica de Jung um perfil maternal baseado na busca das profundezas do inconsciente para tornar-se um ser completo, bem como, a valorização das potencialidades encerradas na totalidade humana.

O analista é alguém que também se transforma no processo terapêutico e o setting terapêutico se baseia no encontro.


Influência religiosa

Freud: Os pais de Freud eram judeus, porém com adesão tênue à fé judaica. Ressalte-se o clima antissemita da época de Freud.

Jung: O pai de Jung era um pastor e, portanto, a religiosidade era uma presença forte na vida de Jung.

Análise

Para a Psicanálise de Freud a religião e a religiosidade são associadas à neurose.

Na Psicologia de Jung a espiritualidade é presença marcante.


Influência social

Freud: Freud era judeu e sofria intensa instabilidade social e preconceito.

Jung: Jung viveu na pacífica Suíça e cercado de influências religiosas, filosóficas e culturais.

Análise

A Psicanálise de Freud apresenta aspectos pessimistas e com pontos em que a resignação é o caminho para o equilíbrio psíquico.

A Psicologia Analítica de Jung apresenta um caráter otimista considerando os conflitos como etapas do processo de cura e enfatiza o caminho individual trilhado entre opostos, inclusive o bem e o mal, e considerando o ser humano como um eterno buscador.


Influência acadêmica

Freud: Freud especializou-se em neurologia e alicerçou seu conhecimento na sexualidade e nas psicopatologias.

Jung: Jung especializou em psiquiatria e sempre alimentou seu conhecimento com questões filosóficas e espirituais e ao trabalhar no Hospital Psiquiátrico do Burghölzli interessou-se pela criatividade e afetividade presentes por trás das psicopatologias.

Análise

A Psicanálise de Freud baseia-se na sexualidade e nas psicopatologias.

A Psicologia Analítica de Jung caracteriza-se na busca de si mesmo em um constante processo de desenvolvimento.


Veja também…

Vídeo: Jung e Freud: Inimigos íntimos

Sátira em 9 momentos