Energia Psíquica


O que significa energia psíquica?

Dicionário Junguiano: Energia vital. Investimento psíquico com canalização que pode ser progressiva ou regressiva…

Energia Psíquica – Dicionário Junguiano

Dicionário Junguiano

Energia Psíquica


Jung também utilizava a expressão libido paralelamente com energia psíquica.

A energia psíquica foi um dos principais pontos de discordância entre Jung e Freud, pois Freud declarava que toda energia psíquica é predominantemente de natureza sexual e para Jung era o mesmo que energia de vida.

Todos os fenômenos psicológicos podem ser considerados como manifestações de energia, do mesmo modo que os fenômenos físicos têm sido considerados manifestações de energia, desde que Robert Mayer descobriu a lei da conservação da energia. Subjetiva e psicologicamente, essa energia é concebida como desejo. Chamo-a libido, no sentido original do termo, que não é, de modo algum, apenas sexual. (Carl Gustav Jung; Freud e a Psicanálise – § 567).

Jung postula que energia é um investimento psíquico que pode manifestar-se através da sexualidade ou de qualquer outro instinto e forma, podendo manifestar-se como fome, poder, ódio, criatividade, religiosidade, etc..

Energia Psíquica – Dicionário Junguiano

A canalização da energia pode se dar progressivamente visando uma adaptação às situações e ao mundo externo (objeto) ou regressivamente quando acontece a ativação de material inconsciente para adaptação ao mundo interno (sujeito).

A energia psíquica é algo abstrato conforme diz Murray Stein, em sua obra: Jung O Mapa da alma:

Não a podemos ver, tocar ou provar. Falar de energia é estar interessado mais na relação entre objetos do que nos próprios objetos. A gravidade, por exemplo, descreve o modo como um objeto afeta um outro mas nada nos diz, especificamente, sobre a qualidade dos objetos em questão.

Desta forma, a energia psíquica é um construto hipotético; ela não é uma substância ou um fenômeno concreto.

A energia psíquica investida em um elemento da personalidade é chamada de valor desse elemento.

O valor é uma medida de intensidade.

Quando falamos que atribuímos um grande valor a uma determinada ideia ou sentimento, queremos dizer que a ideia exerce uma considerável força instigadora e orientadora do nosso comportamento.

É desta forma que os complexos são constelados e as influências arquetípicas ativadas.

Murray Stein, ainda na mesma obra, diz:

Jung assinalou que, quando a energia não é consumida num processo de adaptação ao mundo nem está se movimentando de forma progressiva, ela ativa os complexos e eleva o potencial energético destes no mesmo grau em que o ego perde energia ao seu dispor. Isto é a lei da conservação de energia quando aplicada à psique. A energia não desaparece do sistema; antes, ela desaparece da consciência. E isso resulta, tipicamente, em estados de depressão, conflito interior, ambivalência incapacitadora, incerteza, dúvida, questionamento e perda de motivação.

Jung considerava a psique um sistema “relativamente” fechado de energia.

Isto porque, embora, a psique receba energia de fontes externas (inclusive do corpo), uma vez adicionada à psique, a energia fica à disposição, exclusivamente, da psique.

Paulo Rogério da Motta


Vídeo: O que é Energia Psíquica?