Despertar as deusas na mulher e no homem

Despertar as deusas na mulher é obter recursos para atuar na vida e fortalece a natureza feminina.

Nos homens o despertar enriquece os recursos de sua anima.

Despertar as deusas na mulher e no homem

Despertar as deusas na mulher e no homem


O conhecimento das deusas é caminho de crescimento para as mulheres.

A ativação das deusas é obtenção de recursos para atuar na vida.

A autora Jean Shinoda Bolen, em sua obra: As deusas e a mulher: nova psicologia das mulheres, dividiu em três categorias as deusas na psique da mulher:

  • As deusas virgens
  • As deusas vulneráveis
  • As deusas alquímicas ou transformativas

Sobre a divisão das deusas em categorias Jean Shinoda Bolen diz:

Atitudes em relação aos outros, necessidade de afeto e importância dada aos relacionamentos também são diferentes em cada categoria.

As deusas, representando três categorias diferentes, necessitam de expressão em algum lugar na vida da mulher, para que ela possa amar profundamente, trabalhar significativamente, e também ser sensual e criativa.

Despertar as deusas na mulher e no homem

A mulher precisa ser protagonista e heroína nas histórias de sua vida.

Para isso há que se ter consciência das poderosas forças que atuam no seu íntimo e as suas possibilidades.

Citando novamente Jean Shinoda Bolen:

No íntimo das mulheres contemporâneas as deusas existem como arquétipos e podem, como na Grécia antiga, cobrar seus direitos e reivindicar domínio sobre suas súditas.

Todas as deusas são padrões potenciais na psique das mulheres.

Contudo, em cada mulher particular alguns desses padrões são ativados, energizados ou desenvolvidos, e outros não.

Como disse a autora, as deusas existem como arquétipos na psique da mulher.

Arquétipos são os componentes estruturais do inconsciente coletivo.

São ideias ou formas de pensamento que criam imagens ou visões que são as representações arquetípicas, havendo assim um determinante de predisposição interna para perceber o mundo de certa maneira e de orientar-se no mundo movido por estas forças arquetípicas.

Enfim, os arquétipos influenciam o comportamento humano e, consequentemente, as ações e reações do ser humano.

Os arquétipos são ativados através das vivências dos ser humano.

Quando falo em despertar as deusas na mulher falo em criar situações e ações que estejam afinadas com as características das deusas, ou seja, promover vivências que ativem os arquétipos das deusas.

Os arquétipos ao serem ativados passarão a exercer sua força de influência no comportamento, ações, atitudes, emoções e pensamentos da mulher e também na anima do homem.

Como já foi dito em artigos anteriores da série: As deusas na mulher, as deusas fazem parte da natureza feminina e povoam o universo mítico da psique feminina, mas não são exclusividade das mulheres.

Os homens possuem uma contraparte feminina em sua psique, o arquétipo da Anima que é a presença de uma mulher interna no homem.

Há, contudo, diferença na ativação das deusas na psique da mulher e do homem.

A ativação das deusas na mulher fortalecerá a sua natureza e ao despertar as deusas na mulher a influência destes arquétipos se dará em uma associação mais direta com a sua consciência e seus efeitos se darão mais em suas ações e pensamentos.

Despertar as deusas nos homens, por sua vez, em razão de da presença das deusas ser através da anima, a sua influência se dará de forma mais inconsciente e seus efeitos se darão mais em suas reações e sentimentos.

Nos artigos subsequentes tratarei do despertar das deusas em cada categoria.

Despertar as deusas na mulher e no homem

Paulo Rogério da Motta


Mais de “As deusas na mulher”: