Crescimento espiritual e maturidade psicológica

O crescimento espiritual é um caminho de busca de sabedoria e de iluminação.

Como ser sábio e iluminado sem sequer se conhecer?

O crescimento espiritual necessariamente passa pelo amadurecimento psicológico.

Crescimento Espiritual e Maturidade Psicológica

O crescimento espiritual


O crescimento espiritual é buscado por muitos. Esta busca acontece com a leitura de livros, participação de grupos espiritualistas, adesão a religiões e muitos são os caminhos.

Angela Maria La Sala Batà em sua obra: “Maturidade psicológica” diz:

No passado, sobretudo na Idade Média, pensava-se que a espiritualidade pudesse ser alcançada unicamente através do ascetismo e do misticismo e através da negação e da renúncia da vida da personalidade, portanto, havia uma atitude de profundo dualismo entre vida exterior e vida interior, entre homem e Deus.

O Gênesis bíblico ilustra simbolicamente bem o que foi dito por Batà: Adão e Eva foram expulsos do paraíso para viver na terra e as coisas terrenas porque lhes faltou maturidade psicológica.

Esta passagem bíblica é uma valiosa referência para o tema crescimento espiritual e maturidade psicológica porque ilustra duas pessoas que já viviam na contemplação direta da divindade e por falta de maturidade psicológica foram afastados do sagrado para viver o mundano.

O caminho simbólico do plano divino de expulsar Adão e Eva do paraíso poderia ser expresso numa frase assim dita por Deus: “Vão viver as coisas do mundo para amadurecerem psicologicamente!”.

Imago

Crescimento espiritual e a dualidade humana


O ser humano sem as experiências da vida não tem como amadurecer e se autoconhecer.

A psique humana, como bem fala a psicologia de Jung, atua através de dualidades: claro e escuro, feio e bonito, gosto e desgosto, espiritual e mundano, sagrado e profano…

O ser humano é um “eu” e a contrapartida para a dualidade do eu é o “outro”.

O ser humano é um ser espiritual, mas é também um ser social.

Relaciona-se com o outro não é um hobby para o ser humano, é uma necessidade!

E quando falamos deste “eu humano” estamos falando do mundo interno do indivíduo.

Consequentemente quando falamos do “outro” constatamos que existe um mundo externo, pois é nele que está o outro para se relacionar.

Como na passagem bíblica, se percebe que o ser humano precisa do mundo e das coisas mundanas para atender à sua natureza psíquica.

E quando o ser humano almeja o seu crescimento espiritual então isso implica em viver no mundo buscando o espiritual. O ser humano terá que expressar espiritualidade no que é mundano.

O crescimento espiritual somente se realiza através das experiências humanas.

Somente almejar crescer é apenas idealização!

Ascetismo e isolamento podem até serem ingredientes para o crescimento espiritual, mas não têm como ser a fórmula única.

Mais coisas são necessárias e estas necessárias coisas estão no mundo.

crescimento espiritual e maturidade psicológica

Crescimento espiritual e maturidade psicológica


Angela Maria La Sala Batà, na obra já citada, fala sobre o que analisamos:

Em vez disso, na época atual, vem sendo afirmada cada vez mais a necessidade imperiosa de expressar a espiritualidade também na vida exterior, para que possa haver “realização” e “concretação”. Portanto, a personalidade não é mais negada e desprezada, mas sim considerada como um instrumento necessário à manifestação da energia e da qualidade do Ser, do verdadeiro Homem. Eis porque hoje se dá tanta ênfase à necessidade de formação psicológica do indivíduo, do seu desenvolvimento harmônico e da sua integração.

A vida, desta forma, vem a ser a possibilidade de atuação do espírito e o espírito, por sua vez, confere sentido à vida, simbiose necessária, e vale destacar que a vida só pode ser experimentada pelo ser humano psiquicamente.

Carl Gustav Jung em sua obra: “A natureza da psique” explica que “tudo nos é transmitido através da psique: traduzido, filtrado, alegorizado, desfigurado e mesmo falsificado”.

Portanto, as vivências de cunho espiritual vividas pelo ser humano são conteúdos que passam a ter existência psíquica e isto independe de serem verídicos ou não.

Aqui já se percebe a necessidade do amadurecimento psicológico para o crescimento espiritual!

Um claro exemplo da necessidade da conjunção crescimento espiritual e maturidade psicológica podemos ver nos fanáticos religiosos.

O fanatismo é uma posição unilateral e a psique humana atua sempre na dualidade, logo psicologicamente se vê que algo está sendo reprimido psiquicamente para se atuar unilateralmente.

A necessidade de equilíbrio psíquico faz com que a psique destas pessoas fanaticamente religiosas busque ilusões e fantasias para se contraporem à concretude espiritual que vivem em sua religiosidade.

Dois exemplos:

  • Pagar com dinheiro a entrada no céu
  • Matar em nome de Deus

Nos exemplos dados note que a dualidade psíquica é vivida e que o equilíbrio psíquico é buscado através de ilusões:

  • Paga-se o céu espiritual com o dinheiro mundano
  • Mata-se o outro no mundo para se chegar ao outro espiritual

É inevitável à psique humana atuar na dualidade e buscar equilíbrio, mesmo que pelas vias mais tortas!

Crescimento espiritual e maturidade psicológica

Crescimento espiritual nas coisas mundanas


Geoffrey Hodson em sua obra: “A senda para a perfeição” comenta que: “de acordo com sua natureza, as experiências de determinada vida humana podem tanto retardar quanto acelerar estes processos”.

Ou seja, o processo de evolução espiritual é contínuo, mas o desenvolvimento alcançado depende das experiências que o indivíduo tem em sua vida.

Desta forma, uma vida de intensa atividade propicia um contexto com maior número de oportunidades e, portanto, mais favorável ao desenvolvimento do que uma vida de indulgência.

Mas importante dizer que apenas viver intensamente não é sinônimo de crescimento espiritual intenso!

Sobre isso cito novamente Batà na mesma obra:

O caminho do amadurecimento psicológico, porém, não se desenrola de maneira fácil e simples para todos e, com mais frequência do que se pode acreditar, acontece haver um desnível entre a maturidade física e a maturidade psíquica. Em outras palavras: a idade cronológica nem sempre corresponde à idade psicológica de um indivíduo, tanto que daí resulta o aparente paradoxo de que “o adulto nem sempre é adulto”.

Maturidade psicológica é o que faz alguém psiquicamente adulto.

Enfim e dentro da dualidade da atuação da psique humana, o crescimento espiritual somente pode ser obtido com a essência de uma criança e a maturidade de um adulto.

A psique é dual.

O mundo é dual.

A alma humana caminha no meio.


Vídeo: Enigma – Sadness