Coniunctio

O que significa Coniunctio?

Dicionário junguiano: Termo alquímico que significa conjunção e psicologicamente a união de opostos. Casamento místico para o nascimento do novo…

Coniunctio - Dicionário Junguiano

Dicionário Junguiano

Coniunctio


Coniunctio significa conjunção e é um termo utilizado na alquimia para indicar uma combinação de substâncias química diferentes.

Psicologicamente significa a união de opostos e o nascimento de algo novo, o surgimento de novas possibilidades.

Jung fala da expressão coniunctio no cristianismo e no paganismo:

A coniunctio é uma imagem apriorística. Desde os primórdios, ocupa um lugar da maior relevância no desenvolvimento do espírito humano. Remontando à sua origem, vamos encontrar, dentro da alquimia, duas fontes das quais derivam essas ideias: uma cristã, outra pagã. A fonte cristã é incontestavelmente o ensinamento do Cristo e da Igreja, o do sponsus et sponsa (esposo e esposa), sendo que a Cristo cabe o papel de Sol e à Igreja, o de Luna. A fonte pagã é o Hierosgamos (a hierogamia), por um lado, e por outro, a união conjugal do místico com a divindade. Estas experiências psíquicas e sua sedimentação na tradição explicam muita coisa do mundo específico das representações mentais dos alquimistas e de sua linguagem secreta, que sem esta conexão seria simplesmente ininteligível. (Carl Gustav Jung; Ab-reação, análise dos sonhos e transferência – § 355).

Coniunctio – Dicionário Junguiano

Jung utilizou outros termos para expressar a coniunctio:

  • Unio Mystica (casamento místico ou matrimônio sagrado)
  • Unus mundus (mundo uno)
  • Coincidentia oppositorum (coincidência dos opostos)
  • Complexio oppositorum (opostos incorporados)

A pedra filosofal também era uma expressão utilizada por Jung para expressar a coniunctio que para ele era um símbolo rico para expressar o descobrimento de coisas internas e anímicas.

A coniunctio é uma imagem importantíssima para a alquimia e seu significado prático foi comprovado mais tarde, em outro nível da evolução, mas além disso ela também possui um valor equivalente na esfera anímica: o papel que desempenhou na alquimia em relação às coisas incompreensíveis da matéria é o mesmo que desempenha em relação à descoberta das coisas interiores, obscuras da vida anímica. (Carl Gustav Jung; Ab-reação, análise dos sonhos e transferência – § 355).

O papel simbólico da coniunctio é de representar o renascimento e a transformação através da união de opostos.

Paulo Rogério da Motta