A Logoterapia, o espiritual e a saúde


A Logoterapia, acerca da natureza humana, coloca que o homem tem uma dimensão espiritual, além da física e psicológica.

O espiritual pode adoecer o físico ou psicológico.


A Logoterapia, o espiritual e a saúde

A Logoterapia não vê o homem como a soma de fragmentos de corpo, mente e espírito, mas sim como uma unidade que compreende essas três dimensões que são inseparáveis e que somente assim o homem é um ser completo.

A Logoterapia concebe então três dimensões humanas:

  • a biológica
  • a psicológica
  • a noológica

A Logoterapia, porém concebe também uma dimensão supra humana que é uma dimensão suprema e nela está compreendida a dimensão humana que, desta forma, transcende a dimensão humana.

A consciência por parte do homem desta dimensão sobre-humana propiciará um contato com um sentido para a sua existência ao passo que o homem perceberá que existe uma ordem no universo e que ele ocupa uma posição dentro dessa ordem.

A Logoterapia em seu conceito de dimensão noética diz que esta dimensão não adoece, mas nela pode se originar as doenças e os sintomas serão sentidos no plano físico ou psicológico.

Ou seja, a Logoterapia indica que para compreensão do ser humano a sua totalidade deve ser compreendida e, desta forma, a totalidade do ser humano pode ser entendida como sendo constituída de corpo, mente e espírito e este último pode ser obstruído por enfermidades físicas e psíquicas.

Também concebe que a conscientização do homem dessa sua dimensão noética proporciona-lhe força para se tornar agente de cura e sair do papel de vítima que se encontra indefesa frente ao seu destino biológico, psicológico ou social.

Assim, mais do que explicação ou compreensão da doença ou problema, o ser humano adota postura frente a elas e desperta em si potenciais.

Há que se enfatizar a saúde, a totalidade do homem, a sua liberdade e os seus valores, e não a enfermidade ou somente a mente ou as limitações e impulsos que movem o homem.

A Logoterapia é uma terapia que busca o significado e a concepção que o ser humano tem de si mesmo e do lugar que ocupa na vida.

Concebe que desta maneira pode ajudar o homem a dar um sentido para a vida e que quando o homem ignora a sua dimensão espiritual ele passa a sentir um mal-estar, uma sensação de vazio e a vida é então vista como não tendo significado.

Portanto, a saúde é relacionada ao significado e não cabe ao terapeuta instituir um significado na vida de seu paciente, mas sim permitir que ele descubra o seu próprio significado da vida tendo como premissa as suas próprias referências.

Isto é, cabe ao terapeuta o papel de auxiliar o seu paciente a conscientizar-se de que é ele quem terá que buscar esse significado e que somente ele é quem poderá fazer isso e que ele tem a liberdade para fazer.